Foz do Iguaçu, no estado do Paraná, sempre foi um destino presente em minha wishlist e em setembro de 2017 tive o privilégio de contemplar as belezas da região. Passei 5 dias por lá com minha mãe e algumas amigas dela, os quais foram suficientes para conhecer os atrativos da cidade e arredores.

Durante minhas pesquisas prévias sobre voos, hospedagens e passeios, encontrei um pacote no site da “Azul Viagens” com um valor interessante (R$976,00 por pessoa) que incluía o que procurávamos, portanto contratamos tal pacote com: voo de ida e volta (Azul) com saída da cidade de Campinas/SP, hospedagem de 5 diárias em quarto triplo em um ótimo hotel com café da manhã incluso (Mirante Hotel), traslado de ida de volta do aeroporto até o hotel e seguro viagem.

48

Os passeios foram decididos quando chegamos em Foz do Iguaçu, eu já havia pesquisado os pontos turísticos antes da viagem, porém não compramos nenhum ingresso previamente e nem entramos em contato com agências de turismo. No primeiro dia de passeios fomos até o ponto de táxi em frente ao nosso hotel e contratamos um motorista para nos levar para conhecer alguns pontos turísticos, o qual nos acompanhou durante toda nossa estadia em Foz do Iguaçu. Como estávamos em seis pessoas (capacidade do veículo), o táxi compensou, porém, há outros meios de transportes disponíveis.  

Nossa hospedagem no Mirante Hotel foi tranquila e agradável. A propriedade está muito bem localizada, sendo possível ir a pé para vários restaurantes e estabelecimentos. O hotel é limpo, bem cuidado, conta com funcionários prestativos, o café da manhã é excelente com várias opções para o desjejum, há elevador, piscina, sala de jogos e áreas sociais. Ficamos no sexto andar e a vista era bem bacana, o quarto era confortável e o banheiro tinha um bom tamanho, havia ar-condicionado, televisão, telefone, frigobar e um armário (sem portas) para deixar as roupas.

Abaixo estão listadas as atrações que visitamos com os seus respectivos preços (ingressos) e as fotos tiradas por mim. Em seguida, há também os locais onde fizemos nossas refeições com os valores gastos em cada uma (valores individuais: comida + bebida não-alcoólica). Por fim, há a menção de quanto gastamos com o transporte (táxi) durante nossa estadia em Foz do Iguaçu. 

➡ Atrações (Brasil, Argentina e Paraguai):

  • Primeiro dia: Marco das Três Fronteiras, Templo Budista e Mesquita Muçulmana. 
  • Segundo dia: Parque das Aves e Cataratas do Iguaçu (lado brasileiro).
  • Terceiro dia: Cataratas del Iguazú (lado argentino) e um breve city tour por Puerto Iguazú (cidade argentina).
  • Quarto dia: visita à Ciudad del Este, no Paraguai (compras).

Cataratas do Iguaçu – lado brasileiro (ingresso individual = R$38,30): as Cataratas estão localizadas dentro do Parque Nacional do Iguaçu, o qual está bem conservado e oferece algumas atrações pagas à parte para o turista que desejar algo além da observação das Cataratas, porém não contratamos nenhuma dessas atividades extras, portanto não poderei opinar. O turista conta com o auxílio de um ônibus para locomoção dentro do Parque e deve ficar atento às paradas que o mesmo faz durante o percurso, pois cada uma delas leva a uma atração diferente. Na última parada feita pelo ônibus há um elevador panorâmico que deixa o turista na passarela das Cataratas, porém há a opção de descer na penúltima parada e fazer uma curta trilha até o local. Eu fiz a trilha na ida e voltei pelo elevador panorâmico, assim pude contemplar ângulos diferentes dessa região deslumbrante.  

Cataratas del Iguazú – lado argentino (ingresso individual = R$80,00): as Cataratas estão localizadas dentro do Parque Nacional Iguazú, o qual está conservado e oferece diferentes trilhas ao longo de sua extensão. É possível fazer trilhas inferiores e superiores, o que possibilita a observação das Cataratas de ângulos diferentes. Nós só fizemos a trilha superior principal que leva à Garganta do Diabo, a qual é bem tranquila de ser feita e tem cerca de 1km. Dentro do Parque o turista conta com o apoio de um trenzinho para se locomover e há lojinhas de conveniência nas paradas do mesmo. OBS: o Parque só aceita o pagamento em moeda local (400 pesos argentinos), portanto é aconselhável trocar o dinheiro antes.

Parque das Aves (ingresso individual = R$40,00): localizado em frente ao Parque Nacional do Iguaçu.

Marco das Três Fronteiras (ingresso individual = R$19,30).

Mesquita Muçulmana (entrada gratuita): é necessário usar trajes longos para entrar na Mesquita. No local é possível alugar uma saia longa (R$4,00) e há o empréstimo de um véu para cobrir a cabeça e os ombros.

Templo Budista (entrada gratuita): não é permitido fotografar dentro do Templo.

➡ Refeições em Foz do Iguaçu por quatro dias inteiros: 

  • Primeiro dia: Almoço – Restaurante Maran (R$32,00). Jantar – Churrascaria Rafain (buffet livre + show = R$120,00).
  • Segundo dia: Almoço – em um Camping próximo às Cataratas (R$25,00). Jantar – Coxinharia (R$20,00).
  • Terceiro dia: Almoço – Restaurante Brasinha (R$22,00). Jantar – Pizzaria La Bella Pizza (R$31,00).
  • Quarto dia: Almoço – no Shopping Del Este (Ciudad del Este, Paraguai; R$25,00). Jantar – Café Du Centre (cafeteria e doceria; R$48,00).

Churrascaria Rafain

Café Du Centre

➡ Transporte (táxi): os valores abaixo descrevem o valor total de cada corrida e incluem tanto a ida quanto a volta. O táxi que contratamos tinha capacidade de transportar seis passageiros. O ponto de saída e chegada era sempre a entrada do hotel onde ficamos hospedadas (Mirante Hotel).

  • Primeiro dia: Marco das Três Fronteiras, Templo Budista e Mesquita Muçulmana = R$240,00. Churrascaria Rafain = R$40,00.
  • Segundo dia: Parque das Aves e Cataratas do Iguaçu = R$120,00.
  • Terceiro dia (Argentina): Cataratas del Iguazú e city tour por Puerto Iguazú = R$300,00.
  • Quarto dia: Ciudad del Este, no Paraguai = R$120,00. Café Du Centre = R$24,00.

Obrigada e aguardo a sua próxima visita!