Nesse post citarei as maneiras de chegar a Jericoacoara e comentarei sobre o hostel/pousada em que fiquei hospedada, ressalto que todas as opiniões expressas aqui são pessoais e verdadeiras e as imagens utilizadas foram tiradas por mim ou por minhas companheiras de viagem. Fiz também um post dedicado à vila de Jericoacoara e aos passeios que realizei durante a minha estadia de cinco dias.

No dia 05/07/2016, eu e minhas companheiras de viagem (minha mãe e quatro amigas dela) embarcamos no aeroporto internacional de São Paulo/Guarulhos em um voo de três horas até Fortaleza – CE, em seguida percorremos mais 300 km em um Toyota Hilux (SW4) até a simpática vila de Jericoacoara – CE, onde permanecemos por cinco dias. Após nossa maravilhosa estadia em Jeri retornamos para Fortaleza, cidade que nos hospedou por três dias.

Os voos de ida e volta foram realizados pelo Airbus Industrie A320 da Avianca e ambos foram tranquilos, as aeronaves são espaçosas e confortáveis, na medida do possível – eu tenho 1.70m de altura e não me senti espremida –, porém havia pouquíssimas opções de entretenimento (mapa de voo, alguns jogos, dois ou três episódios de algumas séries, poucas músicas e NENHUM filme).

Ao desembarcarmos no aeroporto de Fortaleza o veículo que contratamos para realizar o trajeto até Jericoacoara estava a nossa espera. A empresa escolhida, após inúmeras pesquisas na internet, foi “Jeri Dunas – Off Road”, a comunicação estabeleceu-se por e-mail (contato@jeridunas.com) e WhatsApp ((88) 9903-9848). O valor total cobrado pelo veículo foi de R$1.300,00 (ida e volta) e o percurso foi feito em um Toyota Hilux (SW4), que acomodou 6 pessoas e mais diversas bagagens. A empresa solicitou o depósito de 50% do valor no ato da contratação e o restante foi pago no dia da utilização do veículo. O motorista que nos levou até Jeri foi o Djalma e o trajeto de volta a Fortaleza foi realizado pelo Wilson, ambos nos passaram segurança e demonstraram ser simpáticos e prestativos. Gostei dos serviços prestados pela empresa “Jeri Dunas – Off Road”, que também oferece outras opções de transfer. A parada para o almoço, tanto na ida quanto na volta, foi no Restaurante São Paulo na cidade de Paraipaba, localizada a cerca de 90 km de Fortaleza, o restaurante oferece boa comida e tem estrutura para receber o cliente, além de trabalhar com ótimos preços no sistema self-service (paguei R$10,00 a refeição).

Há outras possibilidades para chegar em Jericoacoara: embarcar em uma das vans localizadas nas praias de Fortaleza ou ir de ônibus pela empresa Fretcar, o qual leva os passageiros de Fortaleza até Jijoca e de lá passam para uma jardineira/pau-de-arara em direção a Jericoacoara. O ônibus tem saídas do aeroporto, da rodoviária e da Avenida Beira Mar, o percurso todo leva em torno de 8 horas e o valor da passagem varia entre R$58,00 e R$76,00, que pode ser comprada antecipadamente no site da empresa ou no ato do embarque nos locais citados. Para quem estiver indo de carro próprio sugiro deixá-lo em Jijoca e então contratar um serviço de transfer (4×4, pau-de-arara, ou algum outro veículo específico para esse tipo de trajeto), pois o caminho que liga os dois locais é de areia, repleto de dunas e inúmeras bifurcações, ou seja, além de danificar o seu carro, você pode se perder. Quando estávamos indo embora de Jeri vimos um carro totalmente atolado na areia, ao meu ver, algo assim estraga e prejudica o passeio, portanto vá em um veículo adequado e com quem conhece o caminho, afinal, às vezes, o barato sai caro.

Ficamos hospedadas no Villa Chic Hostel/Pousada, localizado na Rua Principal, em um quarto compartilhado para oito pessoas, porém o fechamos para nós seis. A comunicação foi feita através de e-mail (Villachichostelpousada@hotmail.com) e há a solicitação do pagamento de 50% do valor no ato da reserva, o restante pode ser pago no check-in. A diária do quarto por pessoa foi de R$65,00, porém fora de temporada o preço é menor. O quarto é subdividido em dois cômodos e cada um deles conta com porta, janela, ar condicionado, dois beliches com locker (o hostel oferece cadeado e chave), luz e tomada individuais, além de outras tomadas espalhadas pelo espaço. Dentro do quarto há um banheiro completo com box de vidro e outro com vaso sanitário, pia e um espelho pequeno. O café da manhã incluso na diária é oferecido das 8h às 10h e há boas opções para o desjejum: bolos, frutas, pão, frios, manteiga, tapioca, ovo mexido (mediante solicitação), sucos, café, água e há duas sanduicheiras para o uso dos hóspedes. O ambiente é sossegado, agradável, limpo, bem cuidado, aconchegante e conta com funcionários atenciosos e prestativos. O hostel/pousada oferece Wi-Fi gratuito, mini cozinha, áreas de convivência, há uma piscina pequena próxima ao local do café da manhã e opções de quartos duplos, triplos e compartilhados, porém no espaço em que fiquei não havia televisão. Durante a minha estadia vi diversas famílias frequentando a hospedagem bem como amigos e pessoas que foram sozinhas. Fiquei satisfeita com essa escolha.

Obrigada e aguardo a sua próxima visita!